Revendo as Gerências Estaduais Cnbvn Slideshow: Corrente’s trip to 25 cities including São Paulo was created with TripAdvisor TripWow!

Fique Ligado

sábado, 13 de dezembro de 2008

Moringa ( Globo Rural )

LABORATÓRIO AO AR LIVRE 



Um dia em uma casa de Uberlândia, Minas Gerais, começa com uma sinfonia de bichos. Aves e micos são vizinhos famintos que aparecem para mais um banquete. Um imenso pomar no coração do Brasil é a chácara de um dos maiores especialistas em alimentos do país: doutor Warwick Estevam Kerr. 
Assim como os animais, ele e a mulher acordam cedinho para buscar no quintal as frutas do café da manhã. Variedade e fartura para ter saúde de ferro. Aos 84 anos, o pesquisador se orgulha: só vai ao médico para exames de rotina.
Sessenta e nove espécies de plantas e frutas vingaram no solo fértil deste enorme laboratório ao ar livre. A experiência mais recente do nosso supercientista promete ser o fim de muitas espetadas. Vem aí o pequi sem espinho.
"É o único pé no mundo", afirma o agrônomo, que encontrou a árvore rara numa expedição ao sul do Pará. Levou só um galho para Minas Gerais, e dele retira cascas que são coladas nos pés da outra fruta, que tem espinho. Vinte e três mudas já pegaram. É o início da primeira safra.
"Eu espero que dentro de oito a dez anos a gente tenha de 5 a 10 mil pés desse pequi. É um avanço grande, porque somos o povo que mais come pequi no mundo. Mesmo quem gosta do sabor não gosta de ser espetado. O pequi vai se transformar numa fruta de mercado", ressalta doutor Kerr.


Moringa: fonte de vitamina A 

Talvez tão popular quanto à moringa, a árvore que é o xodó do cientista. Uma preciosidade riquíssima em vitamina A. "Surgiu na África, foi para a Europa e, em seguida, para os Estados Unidos e para a Ásia. Dos Estados Unidos passou para o Brasil", conta doutor Kerr.
Presente de um amigo americano. "Veio dentro de uma carta. Tinha oito manchas de óleo, mas eram oito sementes. Eu plantei, e as oito nasceram", lembra o pesquisador. Depois viraram dezenas, centenas, milhares de pés. Replantando a espécie, o pesquisador fez das folhas vitaminadas remédio para crianças.
"A gente conseguiu passar a moringa para o Norte e o Nordeste do Brasil, com cerca de um milhão de sementes plantadas mano a mano por um grupinho. Fizemos um teste numa escola da Amazônia onde nenhum aluno conseguia enxergar o quadro negro. E deu certo, de um dia para o outro, porque a moringa tem betacaroteno, que são duas moléculas de vitamina A. Não tem gosto bom, mas não tem gosto ruim. E o beneficio é muito grande", ressalta doutor Kerr. Segundo o pesquisador, o ideal é que uma pessoa coma o equivalente a um punhado de folhas duas vezes por semana.
Cem mil mudas de moringa são doadas todo ano pelo cientista. Os primeiros pés foram plantados nas creches, escolas, quintais das casas, mas principalmente nas ruas de um bairro de Uberlândia. Numa esquina, por exemplo, tem uma. Em menos de um ano a árvore fica com cerca de três metros de altura e cheia de folhas à disposição de qualquer um. Segundo o professor Kerr, um pé é suficiente para até dez famílias, ou seja, basta uma muda em cada quarteirão.
Pelo menos duas vezes por mês, a dona de casa Maria Aparecida Moraes Pires vai até o canteiro mais próximo e enche as mãos. "As espécies que encontramos aqui foram os próprios moradores que plantaram nos canteiros. Estamos pleiteando distribuir essa idéia para mais moradores. Tem gente que passa aqui e não sabe o que essa árvore significa", diz ela.





A merendeira Eleusa Maria dos Santos preferiu plantar a árvore no quintal de casa. "Nós tínhamos problemas de pele, sistema imunológico descontrolado, queda de cabelos. Hoje eu percebi pela minha própria família que isso acabou e que a gente não tem mais problemas com farmácia. A moringa se tornou nosso grande remédio", conta ela.
A moringa produz folhas o ano todo. Solidários, os vizinhos doam o excesso de produção para a Pastoral da Criança. No suco, no bolo ou no arroz, moringa cai bem em muitas receitas. "Com a moringa, a gente consegue fazer omelete, enriquecer bolos, geléia de beterraba, sopas e mingaus. Existe uma variedade de receitas. Dá um gostinho um pouco amostardado, mas fica muito bom", elogia a professora Divina de Moraes Dias.
Tão bom que as crianças de uma creche agora limpam o prato. Tanto apetite mexeu com os ponteiros da balança. "Deu 12,1 kg, está dentro do peso normal para a idade dela", avaliou uma voluntária da Pastoral. "No mês anterior ela estava com 11,99 kg, e mesmo doente conseguiu ganhar esses gramas".
Aos 6 anos, Andressa, antes desnutrida, fez uma última avaliação. Está com quase 20 quilos. Não precisa mais de acompanhamento. Vitória que a mãe atribui aos incríveis poderes da moringa.
"Ela é forte, tem muita vitamina. Para dar resultado, temos que utilizá-la sempre. Ela era bem miudinha, cabia na palma da minha mão", lembra a dona de casa Carlequiane Dias.

Para nosso superpesquisador, não há satisfação maior do que salvar a vida desses brasileirinhos. "Fico satisfeito, é minha obrigação. Várias coisas tenho feito por me sentir obrigado a devolver ao povo brasileiro a educação gratuita que tive na Universidade de São Paulo. Esse povo é bom demais. Tem gente que não quer fazer nada por ele. Eu quero", conclui doutor Kerr.

Produção de Biocombustíveis

Debate
Na sua opinião, o uso de grãos para a produção de biocombustíveis é uma ameaça à alimentação?

Pergunto ao Leitor : qual a opção preferida , se deslocar num automóvel sem ter o que comer ou se deslocar à pé bem alimentado ?
Creio que 10% do comércio internacional das commodities agrícolas tem que ser disponibilizados aos povos que estão no limite de sobrevivência!
Particularmente , sou à favor da policultura como opção à produção agrícola com menos impacto ao meio-ambiente।
Por que não priorizar a reciclagem dos 50 milhões de óleo vegetal que são consumidos mensalmente na culinária brasileira ?
Abraços à todos !

Opinião enviada por Somel Serip em : http://globoruraltv.globo.com/TVGlobo/Jornalismo/Telejornais/globorural/CDA/tvg_trn_globorural_debate/1,28088,,00.html

Araucária

Araucária
Elaboração: Prof. Dr. Chukichi Kurozawa (engenheiro agrônomo)
http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM838054-7823-ABC+DO+GLOBO+RURAL+ARAUCARIA,00.htmlNome científico: Araucária angustifólia (sinônimo - Araucária brasiliensis, A. brasiliana)
Família: Araucariáceas
Nome comum: pinheiro-do-paraná, pinheiro-brasileiro, pinho-brasileiro, brazilian pine (inglês)
Origem: Brasil
Descrição e característica da planta: árvore com tronco reto, quase cilíndrico, casca grossa de até 10 centímetros de espessura, 10 a 35 metros de altura e 0,50 a 1,20 metro de diâmetro. A copa da árvore tem formato piramidal, em plantas jovens, e de taça, nas adultas. As acículas (folhas) são simples, alternas, espiraladas, lineares e lanceoladas, coriáceas, com 6 centímetros de comprimento por1 centímetro de largura e perenes. Plantas dióicas, isto é, têm plantas que produzem flores masculinas e plantas com flores femininas. As flores masculinas são cilíndricas, alongadas, contêm escamas coriáceas e são produzidas nas extremidades dos ramos mais jovens. As flores femininas, conhecidas popularmente como pinha, têm 10 a 20 centímetros de comprimento por 2 a 5 centímetros de diâmetro e são produzidas diretamente nos ramos primários que saem do tronco da árvore.. O vento é o principal responsável pela polinização das flores e, até o amadurecimento da pinha contendo sementes, pode demorar 2 anos. O período da produção de sementes varia um pouco em função das regiões : de março a setembro, no estado do Paraná; de abril a julho, nos estados de São Paulo e Santa Catarina e de abril a agosto, no Rio Grande do Sul. As plantas crescem e produzem bem em condições de temperatura amena a fria, tolera até -5º C, com boa disponibilidade de água no solo e boa fertilidade do solo. A propagação é feita por sementes. As sementes devem ser plantadas logo após a colheita, porque a sua capacidade de germinação diminui e pode perder completamente em torno de 120 dias depois. Para quebrar a dormência e melhorar a germinação das sementes, recomenda-se colocá-las imersas na água em temperatura ambiente por 24 horas e depois plantá-las. O plantio no campo pode ser por sementes e por mudas, obtidas em viveiros.
Produção e produtividade: a Araucária angustifolia ocupou, no passado, antes da devastação, 200.000 Km² no Brasil, distribuídos nos estados: do Paraná, 80.000 Km², de Santa Catarina, 62.000 Km², do Rio Grande do Sul, 50.000 Km², em manchas esparsas nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e do Espírito Santo, que, juntas, não ultrapassavam 4% dessa área originalmente ocupada. Hoje, restam cerca de 4% das florestas originais. As plantas femininas produzem em média 40 pinhas por ano e cada pinha madura pode pesar até 5 quilos e conter, em média, 80 a 120 sementes. A produção de sementes ocorre 10 a 20 anos após a semeadura e depois continua por mais de 200 anos. Quando maduras, as sementes caem no chão.
Utilidade: as sementes contêm aminoácidos e 57% de amido. São consumidos como alimento, pelos animais e pelo homem. Entre os animais destacam-se: cutias, pacas, ouriços, camundongos, esquilos, papagaio-de-peito-roxo, gralha-picaça, gralha-azul e tucanos. A madeira é branco-amarelada, com textura fina, macia e de fácil trabalho em construções civis. A madeira tem múltiplos usos: caixotaria, moveleira, laminados, tábuas para forro, ripas, caibros, lápis, carpintaria, palitos de fósforo, marcenaria, compensados, pranchas, postes e artesanatos. As cascas e os nós (porção do cerne) são usados como lenha e no artesanato. Hoje, existe uma lei que proíbe o corte do pinheiro-do-paraná, por se uma planta nativa do Brasil, a menos que tenham sido plantadas e documentadas junto aos órgãos competentes na época do seu plantio. A planta pode ser usada nos reflorestamentos comerciais e na arborização de parques, pois a arquitetura da planta é bonita e diferente de todas outras plantas. O seu plantio não é recomendado em jardins, praças e vias públicas, porque os ramos primários (galhos laterais que saem do tronco) crescem muito e podem causar danos nos veículos e acidentes nos transeuntes.

sábado, 6 de dezembro de 2008

SOMEL SERIP: Corrente Nacionalista Brasileira

SOMEL SERIP: Corrente Nacionalista Brasileira

Comentário G1

Moro no bairro Carioca ( São Cristóvão ) onde está o antigo Observatório Nacional , hoje Museu de Astrologia e Ciências Afins , que tem acesso GRATUÍTO , só que as visitações com observações nos telescópios existentes são muito escassas por duas principais razões : ocorrência de eventuais nebulosidades e dias de observação não contínuos ( só três dias na semana ) .
Já que o antigo setor de pesquisas astronômicas foi transferido para uma região mais apropriada , por ser menos afetada por poluição luminosa , o povo poderia receber do Governo Federal maior atenção no que se refere à educação e ao fomento da iniciação científica , ao instituir visitações diariamente , no mínimo das 17:00hs às 22:00hs , de modo ininterrupto , incluindo domingos e feriados , sendo que nas ocorrências de eventos astronômicos raros ( cometas , conjunções , eclipses etc ) a visitação adentraria na madrugada para possibilitar ampla participação do população interessada em visualizar tais fenômenos !
Como crítica , essa conjunção da Lua com Júpiter e Vênus teria que ter sido antecipadamente e amplamente divulgada , inclusive possibilitando visitações com observações telescópicas .
Graças à Deus e por saber que os planetas , diferentemente das estrelas , não nos cintilam , ao estar num bar , na rua São Januário , pude visualizar este fenômeno que só se repetirá daqui à 50 anos ! Inclusive pude mostra-lo aos três mais conhecidos que lá estivam presentes .
Peço encarecidamente o envio desta imagem para que eu a tenha como recordação ( somelserip@gmail.com ) .
Grato pela atenção dispensada ,
Somel Serip .

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Method of manufacturing piezoelectric ceramics

The present invention provides piezoelectric ceramics having a thickness of 100 μm or less, surface flatness of 20 μm or less and maximum surface uneveness of 3 μm or less in arbitrary surface region, wherein in-plane variation in dielectric constant is 5% or less of an average dielectric constant. The piezoelectric ceramics are applied to an actuator used for a painting head because of small surface flatness and less in-plane variation in piezoelectric constant.
( United States Patent 7244389 )

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Equipamentos e Sistemas de Limpeza por Ultra-som

Autor : CTA - Centro de Tecnologia Avançada Ind. e Com. Ltda.



1- O que é Ultra-Som?

O som pode ser definido simplesmente como uma vibração. Todos os sons são produzidos por coisas que vibram e todas as coisas que vibram geram um som, sendo que, o nível de uma vibração determina o seu alcance. O nível mais baixo de vibração tem um alcance mais baixo e o nível mais alto tem um alcance mais alto. Portanto, o alcance está diretamente ligado a taxa de vibração. Quando esta taxa de vibração, ou ciclo, é expressada por unidade de tempo (segundos), é chamada de frequência. Geralmente a freqüência é expressada em Hertz (Hz) que é o número de ciclos por segundo, por exemplo: 1Hz = 1 ciclo por segundo. A maior parte dos homens podem ouvir sons de 10Hz a 16.000 Hz (16 Khz), porém algumas mulheres podem ouvir até 19.000Hz (19 Khz), portanto, sons que ultrapassem esta taxa de frequência não podem ser ouvidos pelo ouvido humano. Por este fato, que frequências acima de 20.000 Hz (20 KHz) são chamadas de Ultra-Som. Enquanto frequências acima de 20.000 Hz (20 KHz) não são usadas para comunicação oral entre seres humanos, são usadas em uma vasta aplicação de usos que facilitam a vida dos homens. Como exemplo podemos citar a fabricação de Sonares, Detectores de cardumes de peixe, Máquinas para localização de trincas em peças metálicas, Equipamentos de Solda em termoplásticos e metais, Separadores de Células, Equipamentos de Limpeza por Ultra-Som e mais uma infinidade de aplicações, sendo que o enfoque principal neste caso é voltado para a vasta aplicação dos Equipamentos de Limpeza por Ultra-Som (Ultrasonic Cleaners), valendo a pena ressaltar, que é uma das áreas em que mais se aplica Ultra-Som Industrial. Grande parte das indústrias e empresas prestadoras de serviços tem a necessidade de altos níveis de limpeza, com baixo custo, isento de riscos a saúde humana, qualidade e sem gerar agressão ao meio ambiente. Limpeza por Ultra-Som é frequentemente a resposta para todas estas necessidades!

2- Como surgiu a limpeza por Ultra-Som?

Pesquisas informam que foi durante a Segunda Guerra Mundial, de forma acidental um objeto emissor de sons em alta freqüência foi introduzido na água, causando a formação de bolhas que foram chamadas de cavitação. Mais tarde, foi observado com clareza, que a Cavitação gerada em um líquido por uma vibração em alta freqüência, é a formação imediata de milhões de bolhas minúsculas (ou cavidades)que entram em colapso quando encontram um obstáculo dentro do líquido.

3- O que é basicamente a “Limpeza por Ultra-Som” (Ultrasonic Cleaner)?

Basicamente, a limpeza por Ultra-Som, consiste na transformação de energia elétrica em energia mecânica, provocando dentro de uma solução líquida um fenômeno chamado de cavitação. Os equipamentos de limpeza por Ultra-Som, de um modo geral, são compostos de um circuito de potência, um transdutor piezoeléctrico e um recipiente aonde irá conter a solução. A principal particularidade deste tipo de técnica de limpeza é que a cavitação remove a sujeira de maneira homogênea e aonde o acesso humano seria impossível.

4- O que é um Transdutor Piezoeléctrico?

O Transdutor Piezoeléctrico é o componente responsável em transformar a energia elétrica, através de vibração, em energia mecânica. O Transdutor tem como componente principal de sua montagem, a cerâmica piezoeléctrica, que é um componente que apresenta variações em suas dimensões quando se aplica a ele um campo elétrico. Este fenômeno é chamado de piezoeletricidade e os materiais que o apresentam são chamados de piezoeléctricos.

5- O que é e como é produzida a cavitação?

Cavitação é a formação rápida e colapso de milhões de bolhas minúsculas (ou cavidades) dentro de um líquido. A cavitação é produzida pela alternância de ondas de pressões altas e baixas, que são geradas pelo Ultra-Som. Durante a fase de baixa pressão, estas bolhas crescem, em tamanho microscópico, até que atinjam a fase de pressão alta, na qual elas são comprimidas e implodem. Estas cavidades acontecem ao longo do líquido. O efeito de milhares de implosões por segundo torna o processo de limpeza por Ultra-Som muito poderoso, podendo ser observado o seu resultado a nível microscópico.

5.1- Cavitação Útil:

Cavitação Útil acontece após a remoção de gases existentes na solução de limpeza aonde será deixado um vazio nas bolhas formadas. Os colapsos de bolha acontecem quando a onda de pressão bate na parede da bolha. A energia lançada por este colapso é convertida em aquecimento e energia cinética, gerando temperaturas altas em porções microscópicas na solução. Esta energia ajudará o detergente a quebrar os laços entre as partes e a sujeira. A Cavitação limpa efetivamente, porque ataca a sujeira e os contaminantes no nível molecular. Elevando a temperatura do líquido aumenta-se a taxa de reatividade química aumentando também a cavitação. Para se obter um bom nível de cavitação é importante que sejam observados: temperatura, tensão superficial, viscosidade, densidade, pressão de vapor e frequência ideal para o tipo de limpeza que vai ser executada. Controlando estes fatores, escolhendo o detergente de limpeza certo, usando a temperatura certa e o equipamento adequado, assegurará um bom resultado na limpeza.

6- O que é Desgaseificação, e como ela é feita?

Desgaseificação é a remoção inicial de gases presentes na solução. A cavitação útil acontece depois que estes gases forem removidos da solução de limpeza, e for deixado um vazio nas bolhas que forem formadas a seguir. O próprio funcionamento do Ultra-Som se incumbirá em remover estes gases.

7- Como adquirir o equipamento de limpeza por Ultra-Som adequado?

Existem muitas considerações importantes para um equipamento de limpeza por Ultra-Som. As decisões mais importantes a serem tomadas, estão em escolher a solução de limpeza ideal, a temperatura certa (em função do líquido), a freqüência (25/40/65 ou 80 Khz) e o tamanho ideal do equipamento.

8- A limpeza por Ultra-Som pode danificar as minhas partes?

Com certas precauções, a limpeza por Ultra-Som é considerada segura para maioria das partes. O efeito de milhares de implosões por segundo é muito poderoso, e se tornará seguro, desde que a energia seja localizada a nível microscópico, portanto, se tornam parâmetros indispensáveis a serem analisados para cada caso, a solução de limpeza usada e a freqüência do equipamento, pois para freqüências baixas (25 Khz), obtem-se uma limpeza mais agressiva, pelo fato das micro bolhas de cavitação terem um tamanho mais avantajado. A medida em que aumentamos a frequência, o tamanho das bolhas de cavitação vão diminuindo, tornado a limpeza mais fina e penetrante, sendo produzidos equipamentos que ressonam em até 80 Khz e que proporcionam uma limpeza ultra-fina sem chance de agredir qualquer tipo de material.

9- O que é limpeza “direta” e “indireta”?

Limpeza direta acontece quando as partes a serem limpas são imergidas na solução de limpeza dentro do recipiente do equipamento, através do auxílio de uma bandeja perfurada ou de uma cesta de tela inox. A limitação da limpeza direta é que deverá ser escolhida uma solução de limpeza que não danifique o equipamento, já que no caso de contar com o auxílio de um backer de vidro, a limpeza pode ser executada de forma indireta podendo estar abastecido somente o backer com a solução desejada, tomando-se sempre o cuidado de manter o nível de líquido na cuba, mesmo quando o backer for colocado dentro da mesma, no nível correto ( aproximadamente 30 mm do topo do tanque).

10- Porque é requerida uma solução especial para limpar?

O propósito da solução, é quebrar os laços entre as partes a serem limpas e a sujeira nelas contidas, facilitando desta forma para que as bolhas de cavitação possam remover a sujeira.

11- Que tipo de solução eu devo usar?

Uma grande variedade de excelentes formulações projetadas para aplicações específicas estão disponíveis no mercado. A CTA do Brasil está apta a orientar seus clientes qual é o melhor produto que se adequará a sua necessidade de limpeza por Ultra-Som .

12- Que tipo de solução eu não devo usar?

Nunca devem ser usados líquidos inflamáveis, pois com o desprendimento de gases existentes na solução no início do ciclo pode-se causar o risco de explosões mediante algum tipo de centelhamento. Além disto não deverão ser usados também, ácidos aplicados diretamente ao tanque, pois isto danificará o mesmo, sendo necessário para estas necessidades o auxílio do uso de backers de vidro.

13- Quando as soluções devem ser substituídas?

A solução deve ser substituída quando se notar uma notável queda no rendimento da limpeza, ou quando a solução estiver visivelmente suja. Um abastecimento de solução limpa a cada limpeza, normalmente não é requerido. Existem acessórios opcionais para recircular o líquido, passando-o por um filtro, o que aumenta a sua durabilidade e o rendimento da limpeza.

14- Porque eu devo obedecer o nível de solução no tanque?

O nível de solução deve ser sempre mantido de acordo com os níveis estabelecidos pelas cestas ou suportes existentes, visando o melhor funcionamento do equipamento, pois baixos níveis de solução podem proporcionar mudanças nas características do ambiente, gerando alteração na freqüência do sistema, queda no rendimento e podendo chegar a até mesmo danificar o equipamento. O nível da solução deve ser observado em sentido redobrado, principalmente em equipamentos que contam com sistema de aquecimento, devido ao alto índice de vaporização .

15- Qual deve ser a duração do tempo de limpeza?

O tempo de limpeza, variará de acordo com as condições de : tipo de sujeira a ser removida, solução, temperatura e o grau de limpeza desejada. Porém, no início do ciclo de limpeza a remoção de sujeira deve ser observada de forma visível. A escolha de soluções que trabalham aquecidas, geralmente proporcionam um ciclo de limpeza mais curto. Voltar

16- Qual o propósito do uso de sistema de aquecimento?

O aquecimento se aplica em função do tipo de solução que vai ser usada e em função do nível de sujeira das peças a serem limpas, porém, o aquecimento sendo usado em conjunto com uma solução que trabalhe a quente, obtêm-se um volume superior de cavitação.

17- Como saber se o equipamento está produzindo cavitação de forma correta?

Se você não está obtendo uma limpeza adequada, pode ser pelo fato de ter sido escolhida uma solução errada, um equipamento com freqüência inadequada, temperatura indesejável e ciclo de limpeza com curto espaço de tempo. Porém, se todas estas dúvidas forem eliminadas e a dúvida persistir quanto ao funcionamento do seu equipamento, existem alguns testes que podem ser executados, como exemplo o Teste de perfuração de chapa.

18- Como executar o teste de perfuração?

Corte um pedaço de papel alumínio, destes usados na cozinha, no tamanho de 100 X 50mm, e segurando-o em uma das pontas, mergulhe a outra ponta na solução dentro do tanque do equipamento de Ultra-Som em funcionamento, posicionando-o em várias partes da cuba, e observe. Após alguns minutos a chapa de papel alumínio deverá estar perfurada e com as bordas destruídas pela cavitação, mostrando desta forma, perfeita atividade do equipamento.

19- Qual o porquê do uso de cestas, backers e estrados?

Não se aconselha que sejam depositadas peças a serem limpas diretamente no fundo do tanque, pois os Transdutores, que produzem o Ultra-Som, estão presos ao fundo do tanque, e dependendo do tipo de peça que for depositada no fundo poderá danificar o Transdutor, diminuindo a cavitação. Estes acessórios também facilitam o manuseio das peças a serem limpas .

20- Qual a temperatura ideal para uma boa limpeza?

O calor geralmente aumenta e acelera o processo de limpeza, e a maioria das soluções que são projetadas trabalham melhor em temperaturas elevadas. A melhor maneira de encontrar a temperatura ideal é executando testes, porém, já se foi comprovado que os melhores resultados estão entre 50 e 65ºC.

21- Porque existe a necessidade de um enxágüe após a limpeza?

O enxague é recomendado para que possa ser removido qualquer tipo de resíduo químico que poderá ser prejudicial para a peça. O enxague também exerce a função de retirar resíduos que estão somente depositados sobre a peça, porém já se encontram completamente desagregados da mesma.

© Copyrigth CTA do Brasil. Todos os direitos reservados.
Webmaster Radamés Ajna Fotos: José Milton F. L.
Honrado Com a Sua Presença‼



Somel Serip


OBRIGADO POR SUA VISITA !
ESPERO QUE VOCÊ TENHA GOSTADO E SEMPRE VOLTE PARA COMPARTILHAR DESTE ESPAÇO E CONSIDERA-LO SEU TAMBÉM !

ABRAÇOS À TODOS !
SOMEL SERIP.

Maravilha ‼

https://s3.amazonaws.com/hires-aviary-prod-us-east-1/k/7904993e4e6b4c4490a86542454fbcd3/16030320/e41af203-3fbd-44bf-9cc2-568f576c21f7.jpg